Boas práticas em banco de dados…

banco-de-dados

Abaixo algumas boas práticas que podemos atuar dentro de uma administração em banco de dados.

– Manutenção de banco de dados inclui um conjunto de tarefas pró-ativas que precisam ser realizadas periodicamente para garantir um desempenho ótimo das bases de dados e manter a alta disponibilidade.

– Banco de dados e arquivos de log devem ser manualmente pré-dimensionados para o tamanho final quando eles são criados. Só use aumento automático (autogrowth) para cobrir eventos inesperados, e não para gerir o crescimento do arquivo.

– Como ocorre com bancos de dados de produção, o tempdb deve ser pré-dimensionadas para o seu tamanho normal, de modo que quando SQL Server é reiniciado, o tempdb é instantaneamente dimensionados corretamente.

– Não ative a opção de banco de dados “Auto Shrink”, nem criar automaticamente um JOB para diminuir qualquer do banco de dados ou arquivos de log.

– O banco de dados msdb pode crescer ao longo do tempo, e os dados mais antigos precisam ser excluídos usando ao SP’s: sp_delete_backuphistory, sp_purge_jobhistory, e sp_maintplan_delete_log.

– Reconstruir (REBUILD) ou reorganizar (REORGANIZE) índices para eliminar a fragmentação. Só desfragmentar índices que forem necessários. Índices e estatísticas devem ser mantidos. Se você usar REBUILD para desfragmentar índices, esta estatística é automaticamente atualizado. Se você usar REORGANIZE para desfragmentar índices, as estatísticas devem ser atualizados
separadamente.

– Todos os bancos devem ter a opção CHECKSUM ligado.

– Executar o comando DBCC CHECKDB para controle de possíveis inconsistências na base de dados.

– Realize backups completos diários do banco de dados e logs de transações por hora (ou conforme necessário para atender metas de alta disponibilidade).

– Ao agendar um JOB de manutenção no banco de dados, programa-los para que eles não se sobreponham, e que eles sejam executados durante o tempo de menor trafego no banco.

– Confira todos os processos, como: cluster, replicação, o service broker, log shipping, espelhamento de banco de dados, para verificar se estão funcionando corretamente.

– Monitorar o espaço em disco para garantir que seus servidores SQL não vão ficar sem espaço em disco. Para melhor desempenho, todos os discos devem ter 15% ou mais de espaço livre.

– Durante o dia, monitorar periodicamente o desempenho do SQL Server usando o Monitor de desempenho, Profiler / SQL Trace, ou monitoramento do desempenho de outras ferramentas.

– Manter um registro de todas as alterações feitas nos servidores, incluindo a documentação de qualquer espécie e se necessário identificar e corrigir.

– Regularmente restaurar backups para um servidor de teste, a fim de verificar se é possível restaurá-los. Você não precisa restaurar todos os backups de todos os dias, mas fazê-lo muitas vezes para garantir que você está confiante de que boas cópias de segurança estejam disponíveis.

– Tire algum tempo para aprender algo novo como um DBA para promover seu desenvolvimento profissional.

– Criar uma “receita” de como reconstruir cada instância em caso de uma reinstalação.

Essas são somente algumas dicas do que atuar durante o nosso dia a dia. Poderia ficar citando muitos mais itens, mas acredito que esses são os principais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s