Fifa muda regra de cartão para “salvar” craques na final

Para impedir que alguma estrela fique fora da final da Copa do Mundo de 2010, a Fifa mudou a regra dos cartões amarelos. Assim, apenas uma expulsão na semifinal tirará um jogador da decisão do Mundial, visto que a soma de amarelos será zerada após as quartas de finais.

A decisão da Fifa visa claramente impedir que algum jogador de peso fique fora da final da competição sul-africana, marcada para 11 de julho. Com duas advertências, o meia alemão Michal Ballack não disputou a partida que decidiu o título em 2002, assim como ocorreu com o zagueiro italiano Alessandro Costacurta em 1994 e com o atacante argentino Claudio Caniggia em 1990.

Até o Mundial de 2010, os cartões eram zerados apenas ao fim da segunda fase. Com isso, qualquer jogador “pendurado” que recebesse um novo amarelo na semifinal perdia a decisão. Agora, um atleta só não poderá ser escalado na decisão se for expulso no jogo anterior.

Além de Ballack, Costacurta e Caniggia, Paul Gascoigne também poderia ter sido prejudicado pela norma antiga. Na Copa de 1990, o meia inglês chegou a chorar em campo ao ser advertido no encontro com a Alemanha Ocidental – fato que o levaria a perder a final caso a Inglaterra tivesse se classificado.

Em 2006, o francês Zinedine Zidane quase se tornou uma nova “vítima” da regra, sendo que o meia não teria enfrentado a Itália se tivesse recebido um cartão na semifinal, contra Portugal.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s