China prende 4 por distribuir versão pirata do Windows XP

Um tribunal chinês condenou à prisão quatro pessoas que estavam distribuindo uma versão pirata do programa Windows XP da Microsoft, conhecida como “Tomato Garden”. O caso foi classificado pela agência de notícias chinesa Xinhua como o maior processo por pirataria na história da nação.

Hong Lei, criador do software “Tomato Garden Windows XP,” foi condenado a três anos e meio de prisão na quinta-feira, por um tribunal em Suzhou, no leste da China, informou a Xinhua, citando fontes de mídia local.

Um de seus cúmplices foi sentenciado a pena igual e dois outros cúmplices, a dois anos de prisão cada.

Hong “criou a versão pirata do Windows XP,” que paralisa as barreiras de autenticação e certificação do programa original, afirmou a Xinhua, permitindo aos usuários acesso irrestrito ao popular software da Microsoft.

Milhões de usuários de Internet ganharam acesso grátis ao software no site tomatolei.com, que faturava com a veiculação de publicidade, segundo a agência.

Pequim vem dando destaque a veredictos judiciais como esse, a fim de demonstrar a governos e empresas estrangeiros, especialmente em Washington, que leva a sério a necessidade de reprimir a pirataria generalizada de produtos protegidos por patentes e direitos autorais, especialmente filmes, música e software.

Nem todo mundo se deixa convencer por esses esforços.

“Os esforços da China para reprimir o roubo de propriedade intelectual vêm sendo fracos e ineficazes – muita retórica forte mas pouca implementação,” declarou o deputado norte-americano Howard Berman, da Califórnia depois de uma visita a Pequim, de acordo com comunicado distribuído por seu gabinete.

“Centenas de sites oferecem downloads e links para filmes, música e jogos piratas,” afirmou. O site “Tomato Garden” foi estabelecido em 2004.

Em junho do ano passado, a Business Software Alliance – coalizão de empresas que promove campanhas contra a pirataria comercial – se queixou às autoridades chinesas, e Hong e seus colegas foram detidos meses mais tarde.

A reportagem não informava se eles pretendem recorrer da condenação.

Fabadas:  Se essa mania pega aqui no Brasil tá perdido, teriam que construir o tripo de presidios, não só por quem vende em feiras ou na rua mas também por aqueles que baixam e utilizam, e nada disso de falar “TÁ MUITO CARO”, é o preço verdadeiro do produto, uma obra tecnologica avançada e que foi resultado de muitas pesquisas, se você não acha que tem esse valor, tente fazer um então.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s