11 formas para reaproveitar seu antigo PC

11 formas para reaproveitar seu antigo PC

Só porque você comprou um PC novo não significa que você tem que jogar o velho fora. Veja como aproveitar ao máximo um micro mais antigo.

Parabéns, você finalmente comprou um PC novo! Ele tem uma tonelada de memória, um processador com vários núcleos e uma placa de vídeo rápida e moderna. Mas seu velho computador está parado em um canto, e embora você saiba que ele é apenas uma máquina, ele parece estar tão triste quanto um cachorrinho pidão. É estranho, mas você se sente culpado por querer jogá-lo fora.

Afinal de contas ele ainda funciona, e quando você o comprou ele era praticamente o estado da arte. Se o seu novo PC está substituindo um micro que está “nas últimas”, leve a velha máquina a um serviço de reciclagem especializado. Mas é impressionante o número de pessoas que abandonam máquinas perfeitamente usáveis quando as trocam por um modelo mais novo.

Você pode fazer um monte de coisas com um PC “velho”. Vamos dar uma olhada em algumas formas de mantê-lo “na ativa”.

1. Converta-o em um NAS ou servidor doméstico

Se você tem uma rede doméstica com múltiplos usuários (você, sua esposa e as crianças), transformar seu velho PC em um servidor doméstico pode ser a solução ideal. Com isso, todos os arquivos, fotos, músicas e vídeos poderão ser armazenados em um só lugar, e acessados a partir de qualquer PC da casa.

Mas não basta simplesmente plugar o micro à rede e ligá-lo. A maioria dos PCs desktop não é configurada para funcionar de forma eficiente como um servidor. Para começo de conversa, eles provavelmente consomem energia demais. Você precisará entrar na BIOS do PC e modificar as opções de economia de energia para fazer com que os ventiladores rodem em “modo silencioso”, se possível. Também será necessário ajustar o sistema operacional para evitar que o micro se desligue em horas impróprias, e ainda assim rode com baixo consumo de energia quando não está sendo usado.

Tenha em mente que você provavelmente irá querer que seu servidor rode “headless”, ou seja, sem um monitor, e também sem teclado e mouse. Embora eles sejam necessários durante a configuração, você deve se certificar de que a máquina é capaz de inicializar e funcionar corretamente sem que eles estejam conectados. Não há nada mais irritante que ver uma máquina parar depois de reinicializada porque ela não encontrou o teclado.

Além disso, o sistema operacional instalado em seu PC provavelmente não é adequado para o uso como servidor, especialmente para múltiplos usuários. O Windows XP, Vista e 7 podem funcionar bem como um repositório de arquivos para alguns poucos usuários, mas você precisará de tempo para criar contas para cada um deles, e provavelmente definir cotas de armazenamento.

Você também pode usar o Windows Home Server, mas esta versão do sistema operacional é mais cara e provavelmente exigirá demais do hardware de seu velho micro. Uma alternativa mais adequada e gratuita é o FreeNAS.

O FreeNAS é um software Open Source baseado no sistema operacional FreeBSD e projetado para transformar seu PC em um “dispositivo de armazenamento conectado à rede” (NAS – Network Attached Storage). Ele pode ser baixado na forma de um arquivo ISO que, gravado em um CD, gera um “LiveCD”, um disco a partir do qual o sistema pode ser executado sem a necessidade de instalar nada em seu computador. Você pode experimentar à vontade, até ter certeza de que ele atende às suas necessidades.

2. Doe-o

Considere a doação de seu PC a uma escola, ONG local ou instituição de caridade. Na pior das hipóteses ele pode acabar sendo usado em um laboratório de informática como cobaia para ensinar aos estudantes sobre montagem e configuração de hardware, ou ter as peças reaproveitadas em outras máquinas.

Mas se o micro estiver em plenas condições de uso, você pode comprar alguns pacotes de software educacional e deixá-los pré-instalados no computador antes de doá-lo. Lembre-se de remover suas informações pessoais do PC antes de entregá-lo (o ideal é formatar o disco), e de entregar com a máquina todas as informações de licença do sistema operacional e programas que você incluir com ela.

3. Transforme-o em uma cobaia

Você já ouviu falar do Linux, mas tem medo de deixar seu micro principal em “dual-boot”? Então use seu PC antigo para experimentar à vontade.

Experimente o Ubuntu, a distribuição Linux mais popular no momento. O legal do Linux é o bom suporte a hardware, especialmente no caso de componentes mais antigos, então a instalação geralmente é fácil. Na verdade, instalar o Ubuntu é mais fácil do que instalar o Windows. E há uma enorme quantidade de software gratuito para você experimentar.

Além disso, há uma variedade de outros sistemas operacionais baseados em UNIX disponíveis, do FreeBSD e PC-BSD ao OpenSolaris, baseado em uma versão do UNIX desenvolvida pela Sun Microsystems.

4. Dê ele a um parente

Eu faço isso o tempo todo. Meu cunhado não precisa de um computador poderoso, então eu geralmente dou a ele meus PCs de dois anos de idade, embora eu costume adicionar à máquina uma nova placa de vídeo, como um modelo básico ou intermediário.

Só não recomendo fazer isso com seus filhos. Pelo menos não se eles forem como os meus, já que eles frequentemente precisam de muito mais poder de processamento do que eu no dia-a-dia. Minha filha mais velha, por exemplo, é fotógrafa e faz uso intenso do Photoshop, enquanto a mais nova é uma jogadora ávida.

Mas dar um micro para um parente pode ser um problema, porque você acaba de transformando no “cara do suporte”, a quem eles irão recorrer caso encontrem qualquer problema, de um rodapé que sumiu em um documento do word a um alerta de segurança do anti-vírus. Esteja avisado.

Uma coisa que você deve fazer é formatar completamente o disco rígido e reinstalar o sistema operacional do zero. Se a máquina é um modelo que foi comprado “pronto” em uma loja, restaurá-la às configurações de fábrica usando o disco ou partição de restauração inclusos tem o mesmo efeito.

5. Dedique-o à computação distribuída

Quer fazer um bem para a humanidade? Dedique seu velho PC a um dos muitos projetos de computação distribuída.

O mais conhecido é provavelmente o Folding@Home, que usa recursos computacionais de todo o mundo para estudar o processo de formação das proteínas, um elemento essencial para entender como muitas doenças operam. Se seu PC tiver uma placa de vídeo recente, ela também pode ser utilizada para acelerar o processo.

Outros projetos de computação distribuída incluem o SETI@Home, que permite que você participe da busca por inteligência extraterrestre, e o Great Internet Mersenne Prime Search, que busca novos Números Primos de Mersenne. E há muitos outros baseados no projeto BOINC – Berkeley Open Infrastructure for Network Computing (Infraestrutura Aberta de Berkeley para Computação em Rede)

6. Transforme-o um servidor para jogos.

Você tem um jogo favorito? Se sim, veja se ele permite hospedar um servidor próprio para partidas multiplayer. A maioria dos jogos multiplayer com partidas online permite a criação de servidores dedicados. Eu rodei um servidor de Civilization 4 durante alguns meses e um de nossos editores está configurando um servidor de Minecraft para a nossa equipe.

Team Fortress 2 também suporta servidores dedicados. O legal é que na maioria dos casos eles exigem muito pouco poder de processamento. Eu rodei um servidor de Freelancer em um velho notebook com um processador Pentium 4, e mesmo com até 8 jogadores simultâneos não tive problemas de desempenho.

7. Use-o para rodar jogos antigos

Reaproveite seu PC para rodar os bons jogos do passado. Você pode instalar o Windows 98, por exemplo, para poder rodar aqueles jogos que só funcionam corretamente sob o Windows 95 ou DOS. Mas isso já não é mais necessário, pois serviços como Steam, Impulse e Good Old Games oferecem jogos antigos em versões adaptadas para rodar em sistemas operacionais modernos, e o DOSBox permite que você emule um ambiente DOS para rodar seus jogos antigos.

Você também pode reviver as glórias dos arcades do passado com o MAME. Este programa permite rodar jogos originalmente escritos para máquinas de arcade (que tal Cadillacs and Dinossaurs?) ou para consoles mais antigos em seu PC, desde que você tenha acesso às ROMs com os jogos e outros arquivos necessários.

Mas cuidado, o MAME pode acabar consumindo todo o seu tempo livre! Esteja avisado.

8. Transforme-o em um servidor auxiliar.

Se você trabalha com softwares como o 3dsmax, Adobe After Effects ou Sony Vegas, sabe que ter um segundo PC à mão com o qual dividir o processo de renderização pode reduzir significativamente o tempo necessário para a finalização de projetos complexos.

Cada aplicativo lida com computação distribuída de forma um pouco diferente, portanto leia a documentação. Mas tipicamente basta instalar no computador auxiliar um aplicativo leve, que recebe dados e comandos do computador principal e retorna os resultados quando pronto. A distribuição do trabalho entre as várias máquinas é controlada pelo seu aplicativo principal ou por um utilitário em separado.

9. Transforme-o no micro da sala de estar

Eu tenho um pequeno micro na minha sala de estar que é geralmente usado para consultas rápidas à internet e ler e-mail. Ocasionalmente, as crianças descem e fazem o dever de casa no PC da sala, quando estão cansadas de ficar em seus quartos. Este arranjo funciona particularmente bem quando você tem um NAS em algum canto da casa (vide item 1), para que as pessoas possam ter acesso aos seus arquivos não importa em qual computador estejam.

Se você tem um PC de uso comum, pode achar necessário criar uma conta de usuário separada para cada pessoa que terá acesso a ele. Eu descobri que isso não é necessário: já que a máquina é comum a todos, ninguém armazena informação privada nele.

Por outro lado, você vai precisar instalar o melhor software de segurança que conseguir encontrar. Já que você terá múltiplos usuários na mesma máquina é inevitável que alguém, em algum momento, vá acessar um site que tentará fazer o download de um cavalo de tróia ou malware.

10. Reaproveite

Se você tem uma veia faça-você-mesmo e costuma montar suas próprias máquinas, pode economizar na hora de montar um novo PC reaproveitando peças do micro velho. Gabinete, drive óptico, fonte de alimentação e os pentes de memória (em alguns casos) são bons candidatos ao reaproveitamento.

Dependendo do quanto você reaproveitar, a diferença entre uma máquina “nova” e uma “atualizada” pode ser pequena. Se você trocar a placa-mãe, processador, memória e HD, mas mantiver o gabinete, fonte de alimentação, drive óptico e placa de vídeo, dá pra dizer que o resultado é um PC novo?

Mesmo reaproveitando ao máximo, inevitavelmente sobrarão algumas peças. O que nos leva à última opção.

11. Venda

Em algum lugar na internet, há uma pessoa querendo comprar um computador. Pode ser que essa pessoa não possa pagar por um micro novo, ou esteja procurando um PC secundário para a família. Com um bom preço, seu velho PC pode ser tudo o que esta pessoa precisa. Todo mundo ganha: você passa o hardware adiante e ganha algum dinheiro, e seu PC encontrará um bom lar com um novo usuário que irá fazer bom uso dele.

 

Mas o processo não é tão simples como fazer uma venda de garagem. Golpistas vasculham sites de leilão e tentam convencer os vendedores a enviar o micro mediante do pagamento de um “sinal”, com a promessa de que o restante do dinheiro será depositado quando a máquina chegar ao seu destino. Não precisamos dizer que o restante do dinheiro nunca chega, e muitas vezes o próprio sinal é um depósito fraudulento, que não se materializa em sua conta corrente.

Minha dica é primeiro tentar vender o micro localmente, entre seus amigos e círculo de conhecidos. Se usar um site de leilões, use um serviço como o PagSeguro (do UOL) ou MercadoPago (do Mercado Livre) para intermediar o pagamento.

Um PC “velho” pode ser muitos usos, especialmente se estiver em boas condições de uso. E nem todo mundo precisa de um computador com um processador quad-core e placa de vídeo topo de linha. Portanto, se você tem um PC pegando poeira no alto de um armário, tire-o de lá e arrange um uso para ele. Pode ser ele que irá identificar o primeiro sinal de vida inteligente fora de nosso planeta.

About these ads

Um comentário sobre “11 formas para reaproveitar seu antigo PC

  1. Belíssimo post sobre essas máquinas ‘maravilhosas’ das quais dependemos tanto hoje em dia. Realmente sempre temos que pensar em alguma alternativa, mesmo para um pc que acabamos de comprar, afinal, daqui alguns dias ele estará ultrapassado. Bem legal também as ilustrações utilizadas, algumas são hilárias.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s